AMMA intensifica ações de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes no mês de maio

O mês de maio marca no Brasil a luta pela erradicação de todas as formas de violência sexual contra crianças e adolescentes, iniciativa conhecida como Maio Laranja. 

A Associação Alda Miranda Mateus (AMMA) promoveu durante todo o mês, ações educativas visando fortalecer as crianças assistidas pela instituição, apresentando formas de prevenção contra o abuso e à exploração sexual.

Segundo a instituição, através dos trabalhos realizados durante o mês e em todo o percurso do projeto “Quem AMMA Protege” (que trata das temáticas relacionadas à prevenção e combate à violência doméstica e abuso e exploração sexual), desenvolvido em parceria com a Fundação Abrinq, foi possível identificar avanços com relação a sensibilidade necessária para que crianças e adolescentes, se defendam.  

Os educadores foram orientados a abordarem o tema do abuso sexual de forma simples, leve e natural, durante as rodas de conversa e espaços de convivência.

Foi realizado no dia 13 mobilização na praça central, com intuito de chamar atenção da população, convocando para o enfrentamento, sensibilizando diferentes pessoas. A repercussão foi grande, atingidas as expectativas de estimular a denúncia, quando houver qualquer suspeita.

Em 18 de maio a Psicóloga Social da AMMA Gislane Oliveira, realizou roda de conversa com mais de 380 crianças e adolescentes, ensinando-os terem voz e mostrando que o tema não deve ser um tabu na sociedade.

Para fortalecer a rede protetiva do município, no dia 26, foi realizado encontro na AMMA, com participação de 34 pessoas. As palestrantes convidadas, advogada Cláudia Camargo e a psicóloga Ligia Barbosa, foram assertivas, com falas relevantes de como proteger crianças e adolescentes.

Foi proposto para às crianças contação de histórias” Bailarinas também choram e Heróis também sofrem” em parceria com a convidada Claudia Camargo, que de forma descomplicada, ensinou às crianças como se defender, ao deparar-se com uma situação de abuso, batendo na porta das emoções das crianças, causando cumplicidade para que se defendam e defendam outras crianças.

Os técnicos da AMMA participaram da capacitação oferecida pelo Ministério da Cidadania ” Atenção no SUAS a Crianças e Adolescentes Vítimas ou Testemunhas de Violência”

Foram divulgados durante todo o mês, nas redes sociais da OSC e grupos com familiares, materiais publicitários disponibilizados pela Abrinq, ampliando a visão a problemática e seriedade da questão no Brasil e importância da denúncia.

Foram realizados dois encontros com famílias, cujo às crianças demonstraram comportamento agressivo “merecedores de atenção”, aproveitando o espaço, abordamos o assunto e a importância da denúncia anônima para a rede de proteção da criança e adolescente ser notificada.

Lembre-se que é papel de toda a sociedade proteger crianças e adolescentes contra qualquer tipo de violência, incluindo a violência sexual. Em caso de qualquer suspeita de uma situação de violência sexual de crianças e adolescentes, denuncie anonimamente pelo Disque 100, Ligue 180 ou pelo aplicativo SABE.